quarta-feira, 20 de março de 2013

Foto: Faltam-te pés para viajar?
 Viaja dentro de ti mesmo, 
 e reflete, como a mina de rubis,
 os raios de sol para fora de ti.

A viagem conduzirá a teu ser,
 transmutará teu pó em ouro puro.




Sofreste em excesso
 por tua ignorância, 
 carregaste teus trapos
 para um lado e para outro,
 agora fica aqui.


Na verdade, somos uma só alma, tu e eu.
 Nos mostramos e nos escondemos tu em mim, eu em ti.
 Eis aqui o sentido profundo de minha relação contigo,
 Porque não existe, entre tu e eu, nem eu, nem tu.


Rumi
Foto Kassandra

Faltam-te pés para viajar?
Viaja dentro de ti mesmo,
e reflete, como a mina de rubis,
os raios de sol para fora de ti.

A viagem conduzirá a teu ser,
... transmutará teu pó em ouro puro.




Sofreste em excesso
por tua ignorância,
carregaste teus trapos
para um lado e para outro,
agora fica aqui.


Na verdade, somos uma só alma, tu e eu.
Nos mostramos e nos escondemos tu em mim, eu em ti.
Eis aqui o sentido profundo de minha relação contigo,
Porque não existe, entre tu e eu, nem eu, nem tu.


Rumi
Foto Kassandra

segunda-feira, 11 de março de 2013

Foto


"Não sei como me defender dessa ternura que cresce escondido e, de repente, salta para fora de mim, querendo atingir todo mundo. Tão inesperada quanto a vontade de ferir, e com o mesmo ímpeto, a mesma densidade. Mas é mais frustrante. Sempr...e encontro a quem magoar com uma palavra ou um gesto. Mas nunca alguém que eu possa acariciar os cabelos, apertar a mão ou deitar a cabeça no ombro. Sempre o mesmo círculo vicioso: da solidão nasce a ternura, da ternura frustrada a agressão, e da agressividade torna a surgir a solidão. Todos os dias o ciclo se repete, às vezes com mais rapidez, outras mais lentamente. E eu me pergunto se viver não será essa espécie de ciranda de sentimentos que se sucedem e se sucedem e deixam sempre sede no fim."


Caio Fernando Abreu